quinta-feira, 15 de março de 2012

LETRINHA

Você bem sabe
Sou nordestina
A mim se destina
Ser firme assim.

Mas sua voz me ilumina

E fico tão firme
Como gelatina.

Meu coração na surdez
Quando é a voz da razão.

Nem adianta tagarelar

Um só conceito.
O que se abrigou em meu peito
É pura paixão.



Marciano Vasques

2 comentários:

Miriam de Sales Oliveira disse...

Seus versos merecem leitores diversos.
Por isso,aqui estou.
bjs

Ana Coeli Ribeiro disse...

Bela e delicada homenagem ao nosso amado poeta...Lindo mesmo!
Bom fim de semana e muita luz!
Beijo grande!
Ana