segunda-feira, 31 de março de 2014






Não é que eu queira olhar o mundo por lentes coloridas.
Nem mesmo quero desatar numa risada estridente e frouxa.
Meio "hiena"...
Mas ando com um que de loucura atravessado em meus sentimentos.
Brigando com minha sensibilidade,
Sendo eu e minhas vulnerabilidades,
Meus vícios,
Inquietudes.
Se num momento viajo pro meu mundinho e fico ensimesmada,
Num outro me pego fazendo piada,
Rindo de mim.
Ah como eu queria ser a louca constante!
Bom seria permanecer em mim...
Loucura que adormece.



Um comentário: